domingo, 3 de setembro de 2006

Soundtrack: Björk, "All is full of love"

Já vi sentido naquele cara que disse que as transformações do mundo físico não passam de um processo mental e que nada se transforma de fato.
Não sei se o Universo começa de novo mesmo. Duvido da teoria do tempo linear mas não entendo o tempo cíclico também.
Ignorei tudo que a Física disse.
Sempre questionei sobre o tempo. Sempre soube que eu não cabia num intervalo determinado. E nunca ousei imaginar do que esse determinação me aproxima.
É claro, claro que acabei me agarrando ao subjetivismo de novo e negando uma realidade. E por isso nunca defini o tempo.
Só que... quando sua maior preocupação no momento é que tom de rosa colocar no cabelo e você acaba de saber que uma amiga, com seus mesmos 16 anos, está grávida...
Então o tempo é traiçoeiro.

2 comentários:

Otavio Cohen disse...

eu costumava ser bem metafisico ha um tempo atrás. tinha até um blog q deve existir até hoje (metafisicos.zip.net)
com questionamentos sobre o tempo, o ceu, a terra, deus, essas coisas.
e sabe o que eu descobri? nada.
mas foi bem melhor do que nao ter perdido tempo nenhum pensando nisso.

alter disse...

"tirem-me daqui a metafísica!"

eu acho que vc deveria pintar do rosa mais rosa que existe

:*******